Visita de estudo ao Geopark de Arouca – 7º Ano

No passado dia 12 de outubro, realizou-se uma visita de estudo ao Geopark de Arouca no âmbito da disciplina de Ciências Naturais, para os alunos das turmas A, B, C, do 7.º ano.
O Geopark Arouca possui um excecional Património Geológico como as Trilobites gigantes de Canelas, as Pedras Parideiras da Castanheira e os Icnofósseis do Vale do Paiva. Nesta visita de estudo foi realizada uma :“Visita à Casa das Pedras Parideiras”.

Visita à Casa das Pedras Parideiras – A Casa das “Pedras Parideiras” – Centro de Interpretação, surge da recuperação de uma casa antiga, já em desuso, nas proximidades do afloramento principal das muito afamadas “Pedras Parideiras” (pedras de origem granítica, que, por ação de natureza geodinâmica externa, se soltam da rocha-mãe). Trata-se de um equipamento que pretende contribuir para a conservação, a compreensão e a valorização deste importante património geológico único no mundo.

“Pedras Parideiras” foi o nome que a aldeia de Castanheira atribuiu ao fenómeno que consiste no desprendimento de nódulos de biotite (fragmentos de pedra) que se soltam da “rocha-mãe”. Estas são formadas essencialmente por granitos, devido à sua origem magmática plutónica, e são constituídas pelos minerais, quartzo e feldspato. O fenómeno autóctone acontece devido às características geográficas (altitude e continentalidade), geológicas e climatéricas propícias que a Serra oferece. Todos estes fatores contribuem para a criação destes tais nódulos que só existem na Serra da Freita.

Professoras responsáveis,
Joana Sousa
Rosa Pereira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
Share on print